Veiling Alcança crescimento de 43% em junho

Todos nós que trabalhamos na indústria ornamental, onde quer que estejamos no mundo, estamos mais ou

menos no mesmo barco. A maioria das coisas que li sobre outros países parece semelhante às nossas próprias

experiências. É difícil acreditar no que estamos passando. Tempos tão estranhos. Após três meses difíceis,

encerramos o mês de junho com um aumento de 43% no volume de negócios! E ouso dizer que julho

provavelmente será ainda melhor.

O contraste entre os diferentes produtos e produtores é enorme. 

A situação das plantas com flores se normalizou. Mas a demanda por plantas verdes é extremamente alta, enquanto o segmento de flores de corte enfrenta grandes problemas devido ao cancelamento de eventos e comemorações.

Juntamos forças com produtores e clientes para tentar vender mais flores cortadas para uso pessoal através dos varejistas. 

Os produtores de flores cortadas também começaram a procurar alternativas, e alguns deles estão mudando parcialmente para plantas em vasos, frutas ou vegetais. 

É quase certo que a produção perdida levará a aumentos de preços de flores cortadas nos próximos meses.

Apesar da pandemia, também proporemos um plano de investimento para uma expansão acelerada de 12.500 m2 das instalações do cliente. A demanda por mais espaço é enorme no momento. Dessa forma, poderíamos conseguir as instalações extras no dia das mães em 2021.

Quem imaginaria três meses atrás que as coisas melhorariam isso rapidamente?

Felizmente, a situação geral no Brasil também está melhorando gradualmente. Os bloqueios estão sendo levantados. O leilão voltou a funcionar, de acordo com o novo normal.

 No entanto, a mudança das vendas de relógios para vendas digitais e serviços intermediários continua. 

A pré-venda de leilão, em particular, tornou-se um recurso permanente.

 A questão é se o suprimento de relógios voltará aos níveis antigos. Agora que todos se familiarizaram com os serviços digitais e fizeram parte de sua rotina, eu diria que certamente haverá alguns efeitos duradouros.

Espero sinceramente que as coisas melhorem também para outros empreendedores, para restaurantes, academias, varejistas e turismo, por exemplo. 

Holambra é um destino turístico popular, mas os cafés ao ar livre estão vazios há muito tempo, a cidade está deserta. 

Temos que nos ajustar e aceitar as circunstâncias. Vamos permanecer positivos e continuar trabalhando por um futuro próspero.

André van Kruijssen,

CEO Veiling Holambra, Brasil


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0