Setor de serviços paulista cria postos de trabalho formais pelo terceiro mês consecutivo

Segundo pesquisa da FecomercioSP, o grupo encerrou o mês com um estoque ativo de 7.447.827 empregos celetistas, o melhor resultado apurado desde novembro de 2015

 
São Paulo, 28 de novembro de 2018 – O setor de serviços no Estado de São Paulo voltou a gerar vagas com carteira assinada pelo terceiro mês consecutivo. Em setembro, foram criados 15.368 empregos formais, resultado de 179.482 admissões contra 164.114 desligamentos. Assim, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 7.447.827 empregos celetistas. Nos nove primeiros meses do ano, o saldo ficou positivo em 146.393 vínculos celetistas. Na soma dos últimos 12 meses, 92.158 postos de trabalho formais foram abertos. O resultado apurado em setembro é o melhor para o mês desde 2013.
 
Os dados compõem a Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços do Estado de São Paulo (PESP Serviços), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, calculado com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
 
Todas as 12 atividades analisadas apontaram mais admissões do que desligamentos em setembro, com destaque para os serviços de alojamento e alimentação (3.065 vínculos) e os serviços administrativos e complementares (2.941 vínculos).
 
Em relação ao mesmo período de 2017, dois setores registraram variação negativa no estoque de trabalhadores, com destaque para outras atividades de serviços (-1%) e administração pública, defesa e seguridade social (-0,3%). Por outro lado, as atividades de informação e comunicação (3,4%) e de serviços médicos, odontológicos e sociais (3%) apontaram as maiores taxas de crescimento na mesma base comparativa.

 

 

 
Segundo a assessoria econômica da FecomercioSP, o setor de serviços deve retomar em 2018 parte significativa dos postos de trabalho perdidos nos anos de 2015 e 2016, resultado de uma melhora da atividade econômica em geral e também da confiança dos empresários. Os dados deste mês foram influenciados pelo setor de alojamento e alimentação, principalmente no litoral paulista, onde ressalta-se que em qualquer dos extratos temporais analisados pela FecomercioSP há um processo claro de melhora.
 
A Entidade recomenda que, além de cumprir a legislação trabalhista, o empresário avalie o caixa atual e as projeções de vendas para contratações; ofereça salários em patamares do mercado, acrescente benefícios quando possível; peça indicações para os bons funcionários; detalhe os objetivos da função e as características desejadas.
 
Capital paulista
O setor de serviços da capital paulista gerou 4.370 vagas no mês de setembro. Das 12 atividades analisadas, sete apresentaram mais admissões do que desligamentos, com destaque para os serviços de alojamento e alimentação (1.397 vínculos) e as atividades profissionais, científicas e técnicas (877 vínculos). Entre os segmentos que apresentaram saldo negativo de empregos no mês, destacaram-se serviços médicos, odontológicos e sociais (-147 vínculos); e atividades imobiliárias (-96 vínculos).
 
No saldo acumulado em 12 meses, 37.317 vagas foram abertas, o que significa um aumento de 1,1% do estoque ativo de vínculos formais em relação a setembro do ano passado, atingindo um estoque de 3.530.666 empregos formais.

 

Fonte: FecomercioSP