Calor e flores anunciam a proximidade da primavera

         Calor e flores anunciam a proximidade da primavera

 

Calor e flores anunciam a proximidade da primavera

Estação inicia na sexta-feira da próxima semana. Temperaturas elevadas e fortes ventos são atípicos para o período.

Lysiê Santos
Tubarão

A natureza responde a cada dia as degradações causadas pelo ser humano. As estações já não são mais definidas e vivemos em meio a um ‘turbilhão’ de fenômenos climáticos. Enquanto um furacão devasta a costa Sudeste dos Estados Unidos, causando a morte de mais de 30 pessoas na região, e levando chuva e frio, aqui no Sul catarinense o clima é de verão. O sol e fortes ventos predominam na região nos últimos dias de inverno. No entanto, na sexta-feira da próxima semana, às 17h02, iniciará a primavera. E já é possível notar seus encantos com o desabrochar das flores que embelezam os jardins e até os grandes centros urbanos, onde a arborização é presente.

De acordo com o meteorologista da Climaterra Ronaldo Coutinho, há uma frente fria se aproximando do Estado. Hoje, a previsão é de sol e muitas nuvens a nublado no decorrer do dia com chance de chuva e trovoada isolada à noite, entre o Oeste, Centro e Sul. Porém, a maior parte de Santa Catarina deve passar sem chuva. Falando em chuva, a falta dela tem causado estiagem e baixa nos níveis dos rios.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Plantar Serviços Agronômicos, Clair Teixeira, esses fenômenos são atípicos para a estação. “Só para ter uma noção, no mês de julho a média de chuva seria de 114 milímetros, porém, choveu apenas um dia e quatro milímetros. Já no mês de agosto, a média de chuva seria de 108 milímetros, e em sete dias foram registrados 78 milímetros”, alerta o agrônomo. A estiagem prejudica principalmente o setor agrícola, as pastagens e a escassez de água para os animais. “Apesar de termos poucas culturas nesse período, a estiagem atrapalha o crescimento das hortaliças, que necessitam de irrigação constante e também outras culturas, como o fumo, que já está em fase de plantio. O arroz e o milho começam a ser plantados a partir deste mês e o tempo seco influencia no preparo do solo”, alerta o especialista.

Os meteorologistas preveem que a safra de 2017/2018 não terá o mesmo comportamento de clima que a do ano passado, e a chuva tende a ser bem irregular. “Há um risco alto de estiagem em alguns momentos do ciclo agrícola 2017/2018 e com extremos mais fortes da temperatura. Escalonar o plantio é a melhor opção e utilizar bem a irrigação com economia d’água”, orienta Coutinho.