Prorrogação das medidas da Sabesp para minimização dos impactos em estabelecimentos comerciais e de serviços

Informamos que a Diretoria Colegiada da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP[1] prorrogou até 30 de abril de 2021 a vigência das medidas para minimização dos impactos econômicos da pandemia em estabelecimentos comerciais e de serviços, conforme segue: 

i)             Suspensão de cortes e renegociação de débitos de clientes comerciais e de serviços dos municípios operados que estejam nas fases laranja e vermelha do Plano São Paulo/Covid-19;

ii)            Os débitos existentes, incluindo os acordos firmados durante o período da pandemia, serão renegociados sem aplicação de multa e juros, apenas correção monetária conforme política e procedimento da SABESP;

iii)           O prazo para parcelamento é de 12 meses, a partir da repactuação dos saldos em aberto;

iv)           Não haverá nenhuma ação de negativação por débitos até o final de abril/2021; e

v)            Os estabelecimentos que eventualmente tenham sido negativados durante a pandemia terão os efeitos suspensos imediatamente após a repactuação dos débitos com a SABESP.

Essas medidas são essenciais para reduzir os prejuízos econômicos suportados pela iniciativa privada, decorrentes da pandemia do coronavirus, e estão em consonância com os pleitos que a FECOMERCIO SP tem apresentado ao poder público. 

Para maiores informações, encaminhamos anexo a deliberação da SABESP sobre essas medidas.