Dia 31 - Hallowen

Dia das Bruxas, ou Halloweené comemorado anualmente em 31 de outubro.

Mesmo sendo considerado parte de uma cultura tipicamente americana e irlandesa, o Dia das Bruxas se espalhou por todo o mundo. Assim, adaptou-se através do sincretismo das superstições e lendas de cada região com o conceito moderno norte-americano do Halloween.

Etimologicamente, a palavra "halloween" é derivada da expressão inglesa "hallow evening", sendo que o termo hallow quer dizer "santo", e eve significa "véspera".

Acredita-se que a festa, que acontecia entre os dias 31 de outubro e 1º de novembro, e era celebrada pelos povos celtas, chamava-se Hallow Evening e foi abreviada posteriormente para Hallowe´en, até chegar à forma atual Halloween.

Origem do Halloween

A celebração original era chamada de Samhain, que significa "Fim do Verão".

As primeiras comemorações do Halloween teriam surgido há mais de 2,5 mil anos com o povo celta. Eles acreditavam que no último dia do verão (31 de outubro, de acordo com o antigo calendário celta), os mortos e espíritos malignos saíam de suas tumbas para atormentar os vivos.

Para tentar se proteger dos "mortos-vivos", os celtas decoravam as suas casas com objetos macabros, como ossos e caveiras, acreditando que com isso podiam afugentar as "forças do mal".

As pessoas que festejavam a data durante a Idade Média eram perseguidas e levadas à fogueira da Inquisição, acusadas de bruxaria e prática de magia negra.

Para tentar cristianizar a data, a Igreja Católica criou o Dia de Finados (2 de novembro), para celebrar a alma das pessoas que já faleceram.

Nos países anglo-saxões a tradição foi se transformando, sobretudo após a Reforma Protestante. A festa foi mudando para uma celebração infantil com direito a fantasias, doces e brincadeiras. Também as igrejas protestantes perseguiam quem comemorava este dia.

Você também pode se interessar pela origem da temida Sexta-feira 13.

Dia das Bruxas nos Estados Unidos

Quem levou o Halloween para os Estados Unidos foram os irlandeses, no século XIX, tornando-se uma das principais festividades da cultura americana.